29º Encontro dos Fiscais Aposentados e Pensionistas - 05 a 08 de setembro de 2018. Confira valores e períodos de reservas!

Notícias

Imagem

Premiado pelo PGP-PR, Projeto Tarde Cultural Contando e Encantando faz da leitura um hábito

Desenvolvido pelo município de Paraíso do Norte, a iniciativa promove o incentivo da leitura nas escolas e aumenta o número de alunos leitores

O Projeto Tarde Cultural Contando e Encantando é desenvolvido pelo município de Paraíso do Norte, no noroeste do Paraná. Criado em 2015, a iniciativa está fazendo da leitura um hábito. Existia uma grande preocupação com o baixo número de leitores nas escolas, principalmente entre os alunos de cinco a dez anos de idade. O projeto então passou a incentivar a leitura nas escolas e na biblioteca, promovendo tardes de contação de histórias.

Com o tempo, ficou claro que a leitura não deveria ser incentivada apenas no ambiente escolar, mas alimentada durante toda a vida. Por isso, o projeto também foi levado para os bairros distantes do centro da cidade. A iniciativa cresceu, integrando outras atividades culturais para incentivar a leitura em todo o município. Com direito a apresentações de capoeira, hip hop, violão e grafite, o projeto se tornou mais atrativo, é o que nos conta a Diretora do Departamento de Cultura de Paraíso do Norte, Rosana Pereira da Cruz:

— Para fazermos com que o projeto de Contação de Histórias se tornasse mais atrativo, chamamos atrações. Por isso, muitas crianças vão, porque eles gostam de ver a capoeira, o hip hop, tem muitos também que gostam da arte do grafite. Isso aumentou até o número de participantes, as crianças passaram a ir mais.

O atendimento do Tarde Cultural Contando e Encantando acontece de segunda à sexta. Nos sábados e domingos, são realizadas três sessões por dia de Contação de histórias. Os resultados são significativos, crescendo o número de empréstimo de livros nas bibliotecas. Em 2014, foram retirados apenas 114. Em 2017, 527 livros. Um aumento de 360%. A avó Neuza Maria, que participa das tardes culturais, comenta a importância da iniciativa:

— Eu tenho três netos, então a gente leva eles para isso, né? Porque a gente sabe da importância e aos poucos percebemos que eles começam a gostar também. E se a gente não fizer isso, eles só ficam no computador, tablet e celular.

Com o crescimento do projeto, novos empregos foram criados nas bibliotecas do município e 580 novos livros foram comprados. Os bons resultados fizeram com que o projeto conquistasse uma Menção Honrosa em 2018 e o Prêmio Gestor Público Paraná 2017, uma das premiações mais importantes desse segmento no Brasil! 

 

CONFIRA O PROGRAMA BOM GESTOR PÚBLICO SOBRE ESSE PROJETO:

 

Comentários

Comente esta notícia