Coronavírus - Proteção e informação em casa! Mantenha-se atualizado. CLIQUE AQUI!

Notícias

Imagem

Desenvolvimento infantojuvenil é foco de projeto da Lapa

Construindo Meu Futuro oferece cursos de aperfeiçoamento profissional, idiomas e atividades culturais no contraturno para crianças, adolescentes e jovens

OUÇA ESSE CONTEÚDO:




A evasão escolar é um dos principais problemas enfrentados na área da educação. Há também a dificuldade dos estudantes que terminam o ensino médio de entrarem no mercado de trabalho. Pensando em resolver esses problemas, a Prefeitura da Lapa, na Região Metropolitana de Curitiba, desenvolveu o projeto Construindo Meu Futuro, que oferece atividades para os alunos no contraturno escolar.

Prefeito da Lapa, Paulo César Fiates Furiati, recebe o Certificado de Reconhecimento pelo projeto Construindo Meu FuturoA iniciativa, criada em 2018, atende prioritariamente os indicados pelos serviços do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) e do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), da Rede de Proteção, das escolas da rede municipal e estadual e também pela busca espontânea dos participantes. São oferecidas aulas de formação profissional em oratória, informática, inglês, direcionamento ao desenvolvimento pessoal e relacionamento intrapessoal.

Para que o projeto fosse realizado, foram desenvolvidas diversas etapas, desde a recepção dos estudantes até o encaminhamento para empresas parceiras do programa. Os alunos dos 9 aos 13 anos participam das oficinas esportivas e culturais. Já os maiores de 14 anos, que possuem interesse em participar do programa Jovem Aprendiz, frequentam as aulas de formação profissional.

As atividades acontecem no Centro da Juventude (Ceju), que passou por reformas na estrutura, pintura, reparos na quadra de esportes e espaços externos e medidas para melhorar a acessibilidade para pessoas com deficiência. Já o laboratório de informática foi organizado e foram utilizadas divisórias para um melhor aproveitamento do Ceju. O projeto leva atividades educativas, lazer, cultura e esporte, com ações desenvolvidas nas ruas ou locais de maior acessibilidade dos jovens, promovendo o caráter social e prevenção, buscando a qualidade de vida dos moradores.

A iniciativa conta um orçamento anual de R$ 400 mil, com recursos municipal, estadual e federal. Cerca de 873 estudantes foram atendidos no último ano. Entre os benefícios do projeto estão oportunizar aos alunos um espaço de convivência saudável, priorizando o aprimoramento pessoal e profissional por meio de cursos e formações, a prevenção da evasão escolar e também da incidência de trabalho infantil no município. Os bons resultados garantiram ao projeto o Certificado de Reconhecimento do Prêmio Gestor Público Paraná (PGP-PR) 2018 e 2019, uma das premiações mais importantes desse segmento no país. Saiba mais sobre essa iniciativa no Banco de Projetos da premiação, realizada pelo Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita do Estado do Paraná (Sindafep). 

Comente esta notícia

código captcha