Coronavírus - Proteção e informação em casa! Mantenha-se atualizado. CLIQUE AQUI!

Notícias

Imagem

Nova Esperança inclui catadores de recicláveis na gestão de resíduos

Soluções Sustentáveis na Gestão de Resíduos Sólidos é uma parceria entre Cooperativa e gestão municipal para fazer a destinação correta do lixo produzido pela população

OUÇA ESSE CONTEÚDO:




Com a aprovação do Marco Legal do Saneamento, os lixões — forma inadequada para destinação de resíduos — deverão ser encerrados em todos os municípios nos próximos anos. Para resolver esse problema, ajudar o meio ambiente e gerar renda, a Prefeitura de Nova Esperança, no Norte Central do Paraná, em parceria com a Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis do Município (Cocamare), o projeto Soluções Sustentáveis na Gestão de Resíduos Sólidos.

A Lei nº 12.305/10, que instituiu a Política Nacional dos Resíduos Sólidos, estabeleceu que os municípios são obrigados a realizarem coleta seletiva, evitando que materiais que possam ser reciclados acabem junto com o lixo orgânico, por exemplo. Além disso, a participação dos catadores de materiais recicláveis é uma peça fundamental para a gestão dos resíduos produzidos pela população da cidade. Esses foram alguns dos fatores para a criação do projeto de Nova Esperança, que hoje atende todo o perímetro urbano da cidade.

A gestão municipal é quem realiza a coleta nas residências dos moradores. Os materiais são então encaminhados para a Cocamare, que realiza a separação de cerca de 80 toneladas por mês. Depois, os resíduos sólidos são comercializados diretamente com beneficiadores primários e indústrias recicladoras. A Cooperativa registrou aumento no número de resíduos separados, tudo graças a uma parceria com a Secretaria de Educação de Nova Esperança, realizando aulas de educação ambiental com os alunos das escolas municipais, fazendo com que eles sejam agentes de transformação.

Prefeito de Nova Esperança, Moacir Olivatti, recebe o Certificado de Reconhecimento pelo Soluções Sustentáveis na Gestão de Resíduos SólidosAntes de se tornar uma cooperativa, a Cocamare era uma associação, mas devido ao baixo número de associados, passou por uma completa reestruturação, sendo contemplada pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para receber cerca de um milhão de reais, valor utilizado para aquisição de veículos, carrinhos elétricos, maquinários, móveis, obras e capacitação dos cooperados.

Cerca de 27 cooperados trabalham na Cocamare, ajudando na preservação do meio ambiente e gerando renda para suas famílias. Entre os principais benefícios da iniciativa estão a destinação correta dos resíduos sólidos produzidos pelos moradores, diminuindo a quantidade de lixo que é encaminhado aos lixões. A Cooperativa também está recebendo resíduos de outras cidades da região. Os bons resultados garantiram ao projeto o Certificado de Reconhecimento do Prêmio Gestor Público Paraná (PGP-PR) 2017, uma das premiações mais importantes desse segmento no país. Saiba mais sobre essa iniciativa no Banco de Projetos da premiação, realizada pelo Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita do Estado do Paraná (Sindafep).

Comente esta notícia

código captcha