Coronavírus - Proteção e informação em casa! Mantenha-se atualizado. CLIQUE AQUI!

Notícias

Imagem

Projeto aumenta produção de leite e combate êxodo rural em Santana do Itararé

Programa de Inseminação Artificial melhorou a genética do gado e aumentou a renda dos produtores, garantindo mais qualidade, produtividade e competitividade

OUÇA ESSE CONTEÚDO:




A agropecuária é uma das principais atividades econômicas do Paraná e tem se mostrado resistente aos períodos de crise. Entretanto, para se ter uma produção constante é necessário encontrar formas de garantir ao produtor as condições para que ele permaneça no campo e, inclusive, aumente sua produção e renda. Pensando nisso, a Prefeitura de Santana do Itararé, no Norte Pioneiro, criou o Programa de Inseminação Artificial (PIA), que revolucionou a produção de leite na cidade.

Prefeito de Santana de Itararé, Joás Ferraz Michetti, recebe a Menção Honrosa pelo Programa de Inseminação ArtificialEm 2004, a produção leiteira do município era, em média, de 5 mil litros por dia. Mas sem nenhum projeto de apoio aos produtores, a atividade se mostrava inviável economicamente. Para reverter esse cenário, a prefeitura investiu em um projeto que melhorasse a genética do gado. Uma parceria foi firmada entre a gestão pública, empresa e produtores, sendo que com o relançamento do PIA a média diária de produção passou para 60 mil litros por dia.

A prefeitura fornece o botijão de sêmen e o nitrogênio líquido, sendo responsável também por fornecer veículo, combustível, luvas, bainha e um inseminador capacitado para realizar o procedimento. Os produtores adquirem o sêmen e monitoram o rebanho, avisando ao inseminador o horário do cio para que seja realizada a inseminação. A empresa é responsável por oferecer sêmen de qualidade e eficiência comprovada.

Os produtores recebem orientações de técnicos capacitados pela empresa. Outro diferencial do PIA é o acasalamento genético, em que são avaliados, por meio de um programa de computador, quais as melhores indicações de sêmen para atender as necessidades e objetivos do rebanho do produtor, resultando na otimização dos recursos. Todos os serviços prestados pela prefeitura possuem um orçamento de R$ 60 mil anuais.

Entre os principais benefícios do PIA estão a melhora genética do gado, o que contribui para o aumento da produção e da qualidade do leite; o combate ao êxodo rural, garantindo mais renda e oportunidade aos produtores; e também visibilidade ao que é produzido, já que a prefeitura passou a promover a Feira do Produtor Rural. Os bons resultados garantiram ao projeto o Prêmio Gestor Público Paraná (PGP-PR) 2016 e uma Menção Honrosa em 2017, uma das premiações mais importantes desse segmento no país. Saiba mais sobre essa iniciativa no Banco de Projetos da premiação, realizada pelo Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita do Estado do Paraná (Sindafep).

Comente esta notícia

código captcha