Sindafep Seguros - Um novo benefício para você - Faça já sua cotação! seguros@sindafep.com.br - Fone/WhatsApp: (41) 98458-0425 | (41) 98458-0349

Notícias

Imagem

Viver por muitos anos e com qualidade é mais simples do que você imagina

Vida ativa, dieta rica em frutas e legumes e ritmo de vida sem stress são parte dos segredos das Blue Zones. Nestas regiões do mundo, as pessoas vivem mais e melhor

A expectativa de vida varia de acordo com a região do planeta. No Brasil, atualmente, ela é de 76,7 anos, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Geralmente, as populações que vivem mais também são aquelas que possuem melhores condições de educação e saúde.

Entretanto, existem algumas regiões no mundo que chamam a atenção: a Ilha de Ikaria (Grécia), Okinawa (Japão), a província de Nuoro, na região da Sardenha (Itália), Loma Linda (Califórnia) e Nicoya (Costa Rica). Apesar de estarem muito distantes geograficamente e possuírem inúmeras diferenças culturais, elas têm algo em comum: o número de habitantes com mais de 100 anos é três vezes maior que a média mundial.

Por mais de uma década, o autor Dan Buettner trabalhou para identificar estes pontos, com o apoio da National Geographic Society, e os chamou de Blue Zones, ou “zonas azuis”. Nelas, é comum encontrar idosos de 80 a 90 anos plenamente ativos, vivendo com autonomia, saúde e qualidade de vida.

O segredo, como você deve imaginar, está nos bons hábitos adotados por estas populações. Os estudos de Dan Buettner, publicados no livro The Blue Zones Solution (Zonas azuis: A solução para comer e viver como os povos mais saudáveis do planeta), mostram que, nestas regiões, alguns comportamentos se repetem:

  • Vida ativa e sem sedentarismo, seja por meio de exercícios ou da movimentação ao longo do dia.
  • Dieta rica em frutas, legumes, cereais, castanhas, grãos, azeite e peixes.
  • Atitude positiva em relação à vida, por meio da fé, propósito ou convivência com grupos saudáveis.
  • Ritmo de vida tranquilo e sem estresse.

Nestes lugares, a preocupação com a qualidade de vida independe da idade. Desde cedo, as pessoas procuram viver bem, incorporando bons hábitos ao dia a dia. As condições de cada região também são determinantes. Como algumas delas são isoladas e não possuem grande acesso à tecnologia ou a veículos, é comum que os habitantes realizem maiores esforços para executar tarefas domésticas e do trabalho, como fazer pão ou plantar, além de andar a pé e possuir uma alimentação mais balanceada.

Além disso, estas populações costumam manter-se sempre ativas, executando tarefas que estimulam o corpo e a mente, meditam, tomam uma boa taça de vinho ou suco de uva diariamente, preocupam-se com o aspecto espiritual e de fé em algo e contam com uma rede de amigos e familiares sempre por perto.

Viu só? O segredo para ter mais qualidade de vida e viver por muito tempo, de forma feliz e plena, não está em receitas infalíveis e milagrosas, mas em uma mudança mais profunda, no estilo de vida como um todo. Então, que tal mudar alguns hábitos hoje mesmo? Nunca é tarde para começar!

Fonte: Globo Esporte

Categorias:

Comentários

Comente esta notícia

código captcha