Sindafep Seguros

Notícias

Imagem

Sindafep ressalta a importância do Outubro Rosa

Mês é dedicado a ações preventivas contra o câncer de mama

Outubro é o mês de conscientização do câncer de mama que, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), é o tumor mais comum entre as mulheres. O câncer de mama é uma doença causada pela multiplicação desordenada de células anormais da mama, que forma um tumor com potencial de invadir outros órgãos. 

Fatores que podem indicar que a pessoa tem a doença: 

  • Obesidade e sobrepeso;    
  • Primeira menstruação antes de 12 anos;
  • História familiar de câncer de ovário;
  • Não ter tido filhos;
  • Casos de câncer de mama na família, principalmente antes dos 50 anos;
  • Consumo de bebida alcoólica;
  • Primeira gravidez após os 30 anos;
  • História familiar de câncer de mama em homens;
  • Parar de menstruar (menopausa) após os 55 anos;
  • Tabagismo - há evidências sugestivas de aumento de risco;    
  • Uso de contraceptivos hormonais (estrogênio-progesterona); 
  • Ter feito reposição hormonal pós-menopausa, principalmente por mais de cinco anos. 

Prevenção: 

  • Praticar atividade física;
  • Manter o peso corporal adequado;
  • Evitar o consumo de bebidas alcoólicas;
  • Amamentar.

Diagnóstico: 

  • Consulte um ginecologista: a consulta deve ser feita uma vez por ano;
  • Mamografia: a partir dos 50 anos, é recomendada a realização de mamografia de rastreamento uma vez a cada dois anos. 

O Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita do Estado do Paraná (Sindafep) apoia esta causa, sempre prezando pela saúde e bem estar dos Auditores Fiscais, bem como de toda a sociedade.

Para o presidente da entidade, Osmar de Araújo Gomes, é necessário e muito importante, não só apoiar, mas também levar a informação para a população e incentivar que as pessoas cuidem da sua saúde. 

“As campanhas como a do Outubro Rosa são extremamente necessárias para a sociedade. Nós, infelizmente, não damos a devida atenção para a nossa saúde e é por meio dessas campanhas que as pessoas se sentem motivadas, procuram um médico e realizam os exames. É preciso tratar a doença desde o início para que as chances de cura sejam maiores”, ressaltou.

Um toque pode mudar sua vida! 

 

Categorias:

Comente esta notícia

código captcha