FÉRIAS DE VERÃO COM O SINDAFEP - Alta temporada 2019/2020 - Consulte os pacotes!

Notícias

Imagem

Os segredos da terceira idade com qualidade de vida

Os idosos de hoje não abrem mão de uma vida ativa e proveitosa; hábitos saudáveis, exercícios físicos e interação social estão entre atitudes para uma velhice feliz.

Dançar, praticar esportes, viajar, se reunir com os amigos, fazer trabalho voluntário e ainda por cima namorar. Essas atividades geralmente associadas aos jovens, agora já são reivindicadas pelos idosos, que não abrem mão de chegar à terceira idade com qualidade de vida. Afinal, a melhoria da saúde pública e os recentes avanços da medicina proporcionaram um considerável acréscimo na expectativa de vida da população em quase todo o mundo.

Mas a grande questão em jogo agora não está somente na busca de maior longevidade, mas sim na conquista de uma qualidade de vida, que permita aproveitar a idade avançada da melhor maneira possível. Afinal, todo mundo quer viver mais, mas ninguém quer se tornar um idoso doente ou improdutivo.

Para ultrapassar a barreira dos 60 e dos 70 anos e ainda manter a alegria de viver, é preciso antes de tudo compreender o conceito de qualidade de vida. Na verdade, a qualidade de vida engloba diversos fatores e não somente os aspectos físicos.

Significa manter o bem-estar físico, mas também o psíquico, além de usufruir de boas relações sociais, ter bom nível de independência e manter-se ativo.

Atualmente, a Organização Mundial de Saúde recomenda a importância de se “adicionar saúde aos anos” das pessoas. E para chegar lá, alguns cuidados básicos devem ser observados.

O médico Geriatra Aurélio Tucci, de São José dos Campos, destaca a atividade física como uma dos principais medidas a serem adotadas a fim de se manter uma boa qualidade de vida na terceira idade. Segundo ele, os exercícios aeróbicos, o alongamento e as atividades físicas que estimulam o equilíbrio e o fortalecimento são os tipos mais recomendados. “Eu sinceramente acredito que a atividade física é o grande elixir da longevidade”, explica.

Além das atividades físicas, Tucci também enfatiza a importância da manutenção de uma vida ativa socialmente. Segundo ele, já está provado que idosos com mais relações sociais gozam de maior bem-estar e também adoecem menos. “Portanto, trabalhar voluntariamente ou frequentar lugares de interação com outras pessoas, como igreja e casas do idoso, por exemplo, podem ter um efeito benéfico imenso na saúde”, completa Tucci.

Outras medidas também muito importantes para se manter a qualidade de vida na terceira idade é adotar uma alimentação saudável e realizar periodicamente os exames médicos preventivos. O acompanhamento de um médico geriatra também é bastante importante. “O objetivo do geriatra é trabalhar na prevenção”, conclui Tucci.

Portanto, com o aumento da expectativa de vida e a adoção de certos cuidados com a saúde física e psíquica, as chances de se chegar à terceira idade com boa qualidade de vida aumentam consideravelmente. O bem-estar, aliado à experiência acumulada, pode garantir uma vida bastante feliz e proveitosa na velhice.

Por isso, não espere o tempo correr e adote um estilo de vida saudável imediatamente. O resultado será o acréscimo de muito mais “saúde aos seus anos”.

Fonte: G1

Categorias:

Comentários

  • Jeronimo Puchalski

    12 de dezembro de 2019 - Curitiba Pr.

    Sou praticante de exercícios físicos, e posso afirmar que e benéfico, não deixo de lado o acompanhamento medico periodicamente, confesso que desta ação senti mais qualidade de vida, também seleciono a alimentação própria para essa idade. Em resumo me considero feliz, chegando ate ai.

Comente esta notícia

código captcha